sexta, 06 de dezembro de 2019
20/01/2011 - 00:00

Catarinense 2011: Metropolitano vira pra cima do Marinheiro em Itajaí

noite desta quarta-feira, no Gigantão das Avenidas, em Itajaí, na segunda rodada do Campeonato Catarinense 2011.

Metropolitano vira pra cima do Marinheiro em Itajaí

O Marinheiro perdeu por 2 a 1 para o Metropolitano, no reencontro do time com a torcida na primeira divisão do futebol catarinense. Vítor abriu o placar para o Cílio, mas Jonatas, duas vezes, virou e decretou números finais ao clássico regional. O próximo compromisso do rubro-anil é no domingo, às 19h30, diante do Joinvile, na Arena Joinvile.
 

O Jogo

A festa estava pronta. A torcida compareceu ao Gigantão das Avenidas e embalou o Marcílio Dias no primeiro jogo frente a torcida na volta a elite do futebol catarinense. O locutor do estádio até anunciou: ?Vem aí o novo Marcilio Dias?.

Porém, de novo, só o uniforme e a competição, porque o futebol apresentado foi o mesmo, se não, pior do que terminou 2010, na segunda divisão. No primeiro tempo até que o time de Gelson Silva enganou bem. Pressionou o Metropolitano, articulou pelos lados do campo e abriu o placar. Aos 14 minutos, depois de cobrança de escanteio, o zagueiro Vítor pegou o cruzamento de chapa para fazer 1 a 0.

Como quem não queria nada, a equipe de Blumenau chegava devagar, organizada, aproveitava a fragilidade da zaga do Marinheiro para projetar o atacante Jonatas, que chegava com perigo pelos lados do campo, mas parava nas mãos de Márcio.

O Marinheiro teve a chance de aumentar a diferença aos 28 minutos, mas também como ano passado, pecou na hora da finalização. Em grande jogada individual, Gilberto invadiu a área e rolou para Maicon, que driblou o goleiro e dentro da pequena área chutou fraco, permitindo a recuperação da zaga adversária.  Aos 36 minutos,  o primeiro castigo: Jogada pelo lado esquerdo, nas costas de Adans, cruzamento, antecipação de Jonathan em Vítor, empate do Metro.
 

O segundo tempo foi um contraste dos primeiros 90 minutos. Só deu Metropolitano. Se não fosse o goleiro marcilista, em menos de cinco minutos, a equipe rubro-anil poderia ter sofrido a virada. Mas como diz a máxima do futebol: quem não faz leva. 

E foi exatamente isso que aconteceu. Aos 8 minutos, Anderson Planta invadiu a área e dividiu com o goleiro, a bola sobrou no pé de Cristiano, na marca do pênalti, porém, o atacante do Marinheiro não aproveitou.

Aí veio o segundo castigo: Outra bola em profundidade, dessa vez nas costas de Planta, outra vez para Jonatas, que com categoria deu um tapinha e virou para o Metro.

?Não fui eu que estraguei a festa deles, mas sim toda a equipe. Estamos de parabéns, a vitória vai para essa torcida maravilhosa que vem até aqui nos incentivar?, falou o goleador do jogo.

O Rubro-anil teve a chance do empate no final da partida. Em um bate rebate na área, a bola sobrou para Dudu, que virou e chutou forte, raspando a trave do goleiro Flávio.

 

?Fizemos um bom primeiro tempo, mas no segundo fomos dominados pelo Metropolitano e perdemos o meio de campo. Acho que o empate seria um resultado justo?, analisou Gelson Silva.

MARCÍLIO DIAS (1)

Márcio Kessler; Adans (Willian), Vítor (Wilsinho), Dudu, Anderson Planta; Gilberto, Teco, Maicon; Dioney, Cristiano (James), Leandro

Técnico: Gelson da Silva

METROPOLITANO (2)

Flávio; Marquinhos Júnior, Téio, Nietsche; Nequinha, Leandro Melo, Alex Albert, Artur (Odair), Rafinha; Jonatas (Souza), Leonardo

Técnico: Joceli dos Santos

Gols: Vitor, aos 14 minutos e Jonatas aos 36 do 1º tempo,e aos 20 do 2º tempo.

Cartões amarelos: Adans (Mar), Leandro Melo (Met), Nequinha (Met), Marquinhos Júnior (Met)

Arbitragem: Clodoaldo Jusviack, auxiliado por Marco Antônio Martins (Fifa) e Sandro Rodrigues.

Local: Estádio Doutor Hercílio Luz, em Itajaí.

Público: 2655

Pagantes: 2139

Sexta, 09 de dezembro de 2011
Festival de Futebol será neste sábado
Segunda, 06 de dezembro de 2010
Marcílio Dias é campeão!
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros